Despedida Zé Roberto

Num domingo chuvoso, um torneio amistoso de um time em crise reuniu representantes de importantes veículos da imprensa no Estádio do Canindé. Estavam lá Globo, Record, Fox Sports, Esporte Interativo e tantos outros. Isso porque, um certo camisa 11 fazia sua despedida dos gramados. José Roberto da Silva Júnior, o lendário Zé Roberto aposentou-se oficialmente, encerrando uma das mais gloriosas carreiras do futebol nos últimos anos.

E não foram só eles, Zé Roberto conseguiu reunir ainda os torcedores, dispostos a encarar chuva e frio para acompanhar a despedida do ídolo. Mais do que isso, o meia/lateral-esquerdo foi referenciado por todos em seu retorno ao Canindé.

Desde o início, a partida envolvendo as Portuguesas carioca e paulista já estava em segundo plano. O baixo nível apresentado durante o jogo, não deixava dúvidas que a única coisa que realmente importava ali era uma despedida digna para uma das maiores revelações da história do clube.

Zé Roberto termina carreira aos 43 anos, no clube onde começou

Em apenas uma tarde, Zé Roberto foi capaz de demonstrar a grandeza da Portuguesa, mas também expor os diversos problemas que o clube enfrenta atualmente. Não foi apenas a derrota nos pênaltis, que deu o título da Copa Rubro-Verde para a Portuguesa Carioca, o futebol apresentado durante o jogo e até a própria disputa de pênaltis evidenciaram um time que precisa de diversos ajustes.

Claro, é preciso considerar que trata-se apenas de um torneio de pré-temporada, que alguns reforços ainda vão chegar, mas a impressão que fica é de que, pelo menos por enquanto, o time está ainda pior do que aquele fracassou na Copa Paulista do ano passado.

Contudo, nada disso foi capaz de ofuscar a despedida do Zé Roberto, e nem deveria. Depois de passar por Real Madrid, Flamengo, Bayern Leverkusen, Bayern de Munique, Santos, Hamburgo, Al Gharafa, Grêmio e Palmeiras, Zé Roberto retornou à antiga casa para encerrar sua trajetória no futebol.

E foi assim que ali no gramado do Canindé, onde tudo começou, teve fim uma das carreiras mais brilhantes do futebol brasileiro.

Texto: Gabriel Fernandes
Foto: Fernando Dantas/Gazeta Press

Comentários