Passados alguns dias da aposentadoria de Lahm e Xabi Alonso, vemos o futebol mundial começar a perder seus maiores nomes para a inatividade. Antes deles, já passamos pelas retiradas de Gerrard, Lampard, e nomes que foram para ligas menos competitivas, como Pirlo e Xavi.

Além disso, muitos que encantaram a todo o planeta já estão com idade avançada – como os casos de Ibrahimovic, Buffon, David Villa, Kaká, entre outros. Por isso o futebol precisa de renovação. E, por nossa sorte, ela já acontece. De forma tão natural que nem percebemos grandes jogadores surgindo.

Com isso, fiz uma lista com as 10 maiores promessas (ou realidades) que têm 20 anos ou menos. Ou seja: nomes que provavelmente veremos nas próximas quatro Copas do Mundo.

A ordem dos jogadores foi definida de acordo com quatro quesitos: momento, regularidade, seleção e versatilidade, tendo a nota máxima de cada quesito como 10 – e nota máxima do jogador como 40.

10 – Kasper Dolberg (Atacante – Dinamarca/Ajax – 19 anos) 30 pontos

Momento – 9

Regularidade – 7

Seleção – 7

Versatilidade – 7

Dolberg é o principal nome de referência no ataque do Ajax. Com apenas 19 anos, é chamado de ‘novo Bergkamp’ por parte da imprensa holandesa. Goleador nato, ainda não teve muitas oportunidades de defender a seleção dinamarquesa: são duas partidas, totalizando 27 minutos em campo e um gol.

9 – Rúben Neves (Volante – Portugal/Porto – 20 anos) 31 pontos

Momento – 7

Regularidade – 8

Seleção – 7

Versatilidade – 9

Com apenas um ponto a frente de Dolberg, Rúben Neves tem a seu favor a versatilidade no meio-campo. Jogador essencial no Porto, o camisa 6 tem cinco jogos por Portugal, sem ainda ter marcado gols.  Apesar de ser uma das promessas mundiais que menos vem rendendo nessa temporada, ele tem potencial para ser um ótimo volante de saída de jogo, como Modric.

8 – Vinícius Júnior (Atacante – Brasil/Flamengo – 16 anos) 34 pontos

Momento – 7

Regularidade – 8

Seleção – 10

Versatilidade – 9

O mais jovem da lista. Recém-vendido para o poderoso Real Madrid, o garoto só poderá atuar na Europa quando fizer 18 anos. Pela seleção brasileira sub-17, são oito jogos e sete gols. Com uma marca fora do comum, ele garante um 10 no quesito seleção. Seu momento só não é melhor por não estar atuando constantemente, mas tem tudo para estar entre os melhores do mundo num futuro próximo.

7 – Marcus Rashford (Atacante – Inglaterra/Manchester United – 19 anos) 34 pontos

Momento – 8

Regularidade – 9

Seleção – 9

Versatilidade – 8

Empatado em número de pontos com Vinícius Júnior, o inglês fica com o sétimo lugar pelas conquistas que já tem com o time profissional do Manchester United. Sem medo de arriscar, o jovem atacante parte para cima dos rivais e tem faro de goleador. Pela seleção inglesa, apenas dois jogos oficiais. Porém, ambos na Eurocopa. Rashford é tratado como ouro por lá.

6 – Ousmane Dembelé (Atacante – França/Borussia Dortmund – 20 anos) 35 pontos

Momento – 10

Regularidade – 9

Seleção – 7

Versatilidade– 9

A mais nova joia do Borussia Dortmund é vista com um potencial inalcançável para alguns clubes europeus. Seu “azar” é jogar no ataque da melhor geração francesa de todos os tempos – na opinião do autor. Em sete partidas, ele não marcou nenhum gol. Com isso, não é a primeira opção de ataque dos Bleus. Apesar do sobrenome comum no futebol, tem tudo para ter muito destaque no mundo todo – principalmente se continuar vivendo seu ótimo momento.

5 – Renato Sanches (Meia – Portugal/Bayern de Munique – 19 anos) 36 pontos

Momento – 9

Regularidade – 9

Seleção – 9

Versatilidade – 9

O Golden Boy de 2016. Renato Sanches é um meio campista diferenciado no futebol europeu. Com apenas 19 anos, sabe comandar com maestria as jogadas ofensivas da equipe. Tem um controle de bola e passe que interessaram a nada menos que o Bayern de Munique. Com a aposentadoria e saída de alguns jogadores, a tendência é que passe a ser titular da equipe. Além disso, foi peça importante na conquista da Eurocopa 2016 com Portugal.

4 – Matthijs de Ligt (Zagueiro – Holanda/Ajax – 17 anos) 37 pontos

Momento – 10

Regularidade – 9

Seleção – 9

Versatilidade – 9

Mais um jogador do Ajax na lista. O jovem de Ligt, de apenas 17 anos, figura como o melhor zagueiro com menos de 20 anos até o momento. Titular absoluto em sua equipe, ele também é o xerife da zaga nas seleções de base da Holanda. Vive um ótimo momento, tendo chegado à final da Europa League como um dos principais jogadores do torneio. Quando necessário, também atua na lateral-direita. Ou seja: é difícil tomar o lugar dele na defesa.

3 – Gianluigi Donnarumma (Goleiro – Itália/Milan – 18 anos) 38 pontos

Momento – 10

Regularidade – 9

Seleção – 9

Versatilidade (pegador de pênaltis) – 10

Qual o tamanho da responsabilidade de ser o goleiro titular do Milan aos 18 anos? Mais do que isso: de substituir Buffon na seleção italiana para as próximas Copas do Mundo? Donnarumma segue muito bem seu trabalho. O jovem de 1,96m já mostrou que não tem medo dos desafios e também quer se tornar um dos grandes goleiros da história. Com ótima envergadura, também consegue defender muitas cobranças de pênalti. Indispensável para o renascimento do Milan e da seleção italiana.

2 – Gabriel Jesus (Atacante – Brasil/Manchester City – 20 anos) 39 pontos

Momento – 10

Regularidade – 10

Seleção – 10

Versatilidade – 9

Rápido, finalizador, destemido, habilidoso. Essas são apenas algumas das invejáveis qualidades do garoto que saiu do Palmeiras para se tornar um dos principais atacantes do mundo. Na equipe de Guardiola, Jesus chegou a bancar o argentino Aguero. É visto pelo mundo todo como um jogador de potencial ainda maior do que já tem. Terá uma oportunidade ouro na próxima temporada, quando desde o começo atuará pelo Manchester City. Na seleção, pegou a camisa nove e, pelo jeito, vai demorar para largar. É o homem-gol de Tite, e não foge da responsabilidade.

1 – Kylian Mbappé (Atacante – França/Mônaco – 18 anos) 40 pontos

Momento – 10

Regularidade – 10

Seleção – 10

Versatilidade – 10

Confesso, foi difícil entre escolher entre ele e Gabriel Jesus para o primeiro lugar. Mas o que Mbappé vem jogando é inacreditável. É fenomenal. Com apenas 18 anos, o atacante do Mônaco já recebe propostas de praticamente todos os gigantes europeus. São 26 gols em 44 jogos na temporada. Pela Seleção, cinco gols em cinco jogos. Está com moral baixa? Se seguir jogando desta forma, tem tudo para ser um novo Henry – ou, quem sabe, até melhor do que ele.

E você, trocaria algum jogador dessa lista? Algum nome a adicionar? Comente o que pensa sobre os craques do futuro – que já mostram no presente o motivo de tanta esperança.

Comentários