A formação minhota conseguiu um feito inédito na história do clube. O Moreirense venceu a Taça da Liga 16/17, o primeiro troféu oficial da época, ao derrotar o SC Braga na final por 1-0. O único golo da partida foi apontado por Cauê, de grande penalidade, mesmo a acabar o primeiro tempo, aproveitando um erro infantil do guardião Matheus, que fez uma falta desnecessária sobre Francisco Geraldes.

O feito do Moreirense, para além de inédito e histórico é também muito meritório. É que a formação comandada por Augusto Inácio conseguiu eliminar nesta competição o FC Porto, ainda na fase de grupos, e o Benfica, já nas meias-finais. Aliás, a vitória sobre os atuais tricampeões portugueses foi categórica (3-1), mercê de uma exibição muito personalizada, especialmente no segundo tempo.

Na final, o Moreirense conseguiu ser também um justo vencedor, já que foi a equipa que dispôs das melhores oportunidades de golo. O SC Braga, que inicialmente era apontado como favorito à vitória, nunca conseguiu destronar a boa organização da equipa de Augusto Inácio.

A turma de Moreira de Cónegos conseguiu assim vencer pela primeira vez a Taça da Liga, competição que o Benfica já conquistou em sete ocasiões. SC Braga e Vitória de Setúbal são os outros clubes que também já levantaram este troféu em uma ocasião.

Ficha de jogo:

BRAGA: Matheus; Paulinho, Velázquez, Artur Jorge e Baiano; Battaglia e Xeca; Ricardo Horta, Pedro Santos, Rui Fonte e Stojilkovic.
Suplentes: Marafona, Rosic, Rodrigo Pinho, Assis, Alan, Vukcevic e D’Alberto.
Treinador: Jorge Simão

MOREIRENSE: Makaridze; Sagna, André Micael, Diego Galo e Rebocho; Fernando Alexandre e Cauê; Podence, Geraldes e Dramé; Roberto
Suplentes: Taborda, Jander, Diego Ivo, Nildo, Tiago Morgado, Ramírez e Boateng.
Treinador: Augusto Inácio

Golo: Cauê (45’ + 2), através da marcação de uma grande penalidade.

Augusto Inácio, treinador do Moreirense
Augusto Inácio assumiu o comando técnico do Moreirense a 28 de novembro de 2016, substituindo Pepa

Augusto Inácio: «Entrámos na história»

Augusto Inácio, treinador do Moreirense, era um homem visivelmente emocionado e realizado no final da partida: «O jogo não foi muito bonito nem emocionante mas foi rico taticamente. Estivemos bem, a vitória é justa pelo nosso sacrifício e é dedicado a toda esta gente que aqui veio apoiar-nos e fazer 1.200 quilómetros. Entrámos na história mas isto não é do treinador, presidente ou jogadores, é uma vitória de Moreira de Cónegos. Para o Moreirense, ganhar a Taça da Liga é como ganhar a Liga dos Campeões», finalizou.

Todas as finais da Taça da Liga

  • 2007–08 -> Vitória de Setúbal 0 – 0 (3–2 gp) Sporting
  • 2008–09 -> Benfica 1 – 1 (3–2 gp) Sporting
  • 2009–10 -> Benfica 3 – 0 FC Porto
  • 2010–11 -> Benfica 2 – 1 Paços de Ferreira
  • 2011–12 -> Benfica 2 – 1 Gil Vicente
  • 2012–13 -> SC Braga 1 – 0 FC Porto
  • 2013–14 -> Benfica 2 – 0 Rio Ave
  • 2014–15 -> Benfica 2 – 1 Marítimo
  • 2015–16 -> Benfica 6 – 2 Marítimo
  • 2016–17  -> Moreirense 1 – 0 SC Braga
Comentários