Nico Castillo - SL Benfica
Fonte: Site do SL Benfica

O internacional chileno não hesitou na proposta dos encarnados: “Mal soube do interesse do Sport Lisboa e Benfica, quis aceitar imediatamente. É um clube muito grande, conhecido em todo o Mundo, com muitos adeptos, e não demorei nem um minuto a decidir vir para aqui. Venho para ajudar este clube, para que continue a ser o mais importante de Portugal. Não vejo a hora de jogar perante os adeptos benfiquistas“, disse o chileno, em declarações à BTV.

O jovem chileno voltou depois a reafirmar que já conhecia o Benfica assim como a cidade e até mesma a Liga portuguesa. “Conheço o Di María, jogador argentino que jogou aqui, o Luisão, que é o capitão e um histórico. Muito os admiro”, realçou.

O futebolista foi formado no Universidad Católica. Regressa de novo à Europa, depois de ter estado ao serviço do Club Brugge (Bélgica), Mainz (Alemanha) e Frosinone (Itália).

O internacional chileno falou sobre o seu percurso enquanto jogador: “Na minha primeira experiência na Europa era um pouco imaturo, porque era muito jovem. Agora estou a 100%. Passei de novo pelo Chile, estive no México e consegui melhorar. Joguei em ligas muito boas e em todas elas aproveitei e aprendi. Agora venho com a ideia de jogar e ajudar em tudo o que a equipa precisar”, reforçou. “Estou com muita motivação e com foco no Benfica”, concluiu.

Para além de Castillo, o clube da luz continua a reforçar o plantel com outras caras novas. Vlachodimos, Ebuehi, Germán Conti, João Amaral e Yuri Ribeiro, que está de regresso após um ano de empréstimo ao Rio Ave, já estão assegurados para a próxima época. O argentino Facundo Ferreyra, que jogava nos ucranianos do Shakhtar Donetsk, está igualmente a caminho da Luz.

Texto: Vanessa António

Comentários