João Félix - Avançado do Benfica
Fonte: SL Benfica

Os encarnados preparam uma nova fornada de talentos, no ano em que se comemora o 12.º aniversário de um dos projetos mais aliciantes do reinado de Luís Filipe Vieira: o Caixa Futebol Campus.

Se olharmos para os últimos anos, foram vários os jogadores formados no Seixal que atualmente disputam os melhores campeonatos europeus. Ederson e Bernardo Silva, por exemplo, acabam de vencer a Premier League, batendo o recorde de pontuação do campeonato inglês, com 100 pontos conquistados.

Mas são mais os exemplos de sucesso do Caixa. Oblak, Nélson Semedo, Renato Sanches, André Gomes, Lindelöf ou Gonçalo Guedes sagraram-se todos campeões nacionais pelo Sport Lisboa e Benfica.

Na temporada que acaba agora, Rúben Dias destaca-se como a grande figura proveniente das escolas do clube da Luz. É já visto como o sucessor de Luisão, alem de ser igualmente apontado ao centro da defesa da Seleção Nacional no Mundial 2018. Bruno Varela, Diogo Gonçalves, Keaton Parks ou João Carvalho são também outras apostas de Rui Vitória.

Apesar das recorrentes apostas na formação, as contas do clube da Luz obrigam à venda de jogadores todas as temporadas. Se não contarmos com os 47 milhões de euros, divididos entre percentagens de passes possuídas por terceiros e comissões, o Caixa Futebol Campus (CFC) rendeu aos cofres do Benfica qualquer coisa como 251,5 milhões de euros. Um valor de extrema importância, fruto de 24 transferências e reflexo de um árduo trabalho dentro de portas. O Centro de Estágio do Seixal, cujas instalações serão incrementadas em breve, foi distinguido como Melhor Academia do Ano de 2015, no Dubai.

Próximos craques a “sair do forno” do Caixa Futebol Campus

Centrando agora no tema e deixando de fora os nomes que este ano já foram apostas contínuas e não “apenas” promessas, eis uma lista de 11 potenciais valores de futuro made in Benfica:

  • Ivan Zlobin: Com 21 anos e 1,91m, o guardião atua na equipa B. Veio da Rússia para Leiria em 2015/2016, sendo contratado meia temporada depois pelos encarnados, mas acabando a época no clube da cidade Liz. Com uma frieza digna das personalidades dos países do Leste, é visto como um dos próximos valores da baliza do Benfica.
  • Branimir Kalaica: Com apenas 19, o central croata conta já com um título de Campeão Nacional. Foi utilizado na última partida da temporada 2016/2017, no Estádio do Bessa, que terminou com 2-2. Do alto dos seus 1,95 metros, apontou o golo do empate, em cima do minuto 90.
  • Francisco Ferreira (Ferro): Carinhosamente conhecido como Ferro, já garantiu um lugar no plantel de Rui Vitória para a pré-época da próxima temporada. O capitão dos Bê encarnados atuou em 33 partidas, apontou 2 golos e depois de muitas notícias relativamente a um suposto interesse do Liverpool, o Benfica blindou o jovem central com uma cláusula de 60 milhões de euros.
Ferro é central e atual capitão na equipa B do Benfica!
  • Alex Pinto: Apesar de ter sido contratado ao Vitória Sport Clube (Guimarães), apenas no início da corrente temporada, a esperança neste jovem lateral direito de quase 20 anos é muito grande. Fez a formação entre Vitória e Moreirense e despertou o interesse do clube da Luz, levando os responsáveis do Benfica a colocar uma cláusula de rescisão de 60 milhões de euros.
  • Yuri Ribeiro: Atualmente emprestado ao Rio Ave, conquistou um lugar fixo no vértice mais recuado da ala esquerda. Tem 21 anos e prepara-se para regressar a casa, dadas as mais que esperadas saídas de Grimaldo e Eliseu.
  • Florentino Luís: Com apenas 18 anos, pegou de estaca no 11 da equipa B, onde apontou 13 golos. Agora, ajuda a formação dos juniores a disputar a fase de apuramento de Campeão. Foi Campeão da Europa sub-17, por Portugal, em 2016.
  • Gedson Fernandes: Destaca-se pela enorme qualidade, tanto no controlo de bola como nas transições defesa-ataque. É o chamado box-to-box. Também foi Campeão da Europa em 2016 e o seu passe está seguro por uma cláusula de rescisão de 60 milhões de euros. Apontou 4 golos e fez 5 assistências na equipa B do Benfica. É uma das grandes esperanças dos encarnados para o futuro a curto prazo.
Gedson Fernandes é uma das grandes promessas do Benfica!
  • Umaro Embaló: Protagonista de uma das maiores novelas do último mercado de Verão, o extremo é equiparado a Dí Maria pelo virtuosismo do futebol que apresenta. Foi descoberto num torneio na Guiné-Bissau, com apenas 13 anos, e foi “rodar” para o Oeiras durante 6 meses. Agora, com 17 anos, foi dado como certo no Leipzig, a troco de 20 milhões mais cinco por objetivos, mas divergências de última hora com o empresário Cátio Baldé cancelaram o acordo. Continua a ser apontado a tubarões como Real Madrid, Barcelona ou Manchester United.
  • João Filipe (Jota): Com 19 anos de idade, é o capitão dos juniores encarnados e já atuou pela equipa B. Joga como segundo avançado e/ou como extremo. Também fez parte da Seleção Nacional que conquistou o Europeu sub-17, em 2016. Blindado por 30 milhões de cláusula de rescisão, distingue-se pelo fino recorte técnico.
  • Nuno Santos: Em 2012/2013, mudou-se do Boavista para o Benfica. Antes passou, também, pelas escolas do Dragon Force. É mais um dos “vagabundos” da frente de ataque da formação do Benfica, jogando tanto como extremo, como segundo avançado. Depois de uma passagem de meia época pelo Belenenses, em 2016/2017, pegou de estaca no clube da Luz. Com 10 golos apontados esta temporada, um lance contra o Manchester United, na UEFA Youth League, tornou-se viral.

  • João Félix: Para último, ficou aquela que atualmente é visto como a maior promessa do futebol encarnado. Resgatado ao rival Porto, na época 2015/2016, “Jota Félix” tem deliciado os adeptos e responsáveis do Benfica. Só na fase de apuramento de campeão, Félix leva 14 golos em 10 partidas. Mas não só de golos vive o avançado. É equiparado a Jonas, pela qualidade técnica que dispõe. Aos 18 anos, e com uma cláusula de rescisão de 60 milhões, o jovem natural de Viseu está já sob os radares da Gestifute, numa parceria com a Soccer Pro Master. A esperança em torno de Félix é gigante, sendo dado adquirido que vai iniciar a próxima temporada no plantel principal.

Outros nomes a ter em atenção são Zé Gomes (que já se sagrou Campeão Nacional pela equipa principal e vencedor da Taça de Portugal, na época 2016/2017; conquistou, também, o troféu de melhor marcador, com 7 golos, na vitória no Europeu sub-17), Chris Willock (contratado ao Arsenal na temporada transata), Heriberto Tavares (também com 60 milhões de cláusula de rescisão) e Guga Ferreira, que recentemente sofreu uma grave lesão no joelho (rotura do ligamento cruzado).

Comentários