Vítor Oliveira orienta o Paços de Ferreira
Fonte: Diário de Notícias

A sexta jornada pode vir a marcar um ponto de viragem decisivo para o desfecho da Segunda Liga. A razão é simples: pela primeira vez, o Paços de Ferreira assume a liderança da prova. Ora, é sabido que o “mestre das subidas” Vítor Oliveira, por norma, não se deixa apanhar assim que chega ao primeiro lugar, pelo que é esperado que os restantes candidatos ao título tenham agora uma missão hercúlea pela frente.

A via para a ultrapassagem perfeita dos pacenses começou a abrir-se por volta do meio-dia e meio de sábado, quando soou o apito final que ditou o nulo entre Cova da Piedade e Benfica B. Após este tropeção das águias, pelas 16h00, o Paços de Ferreira entrou em campo a lamber os beiços, sedento de degustar a liderança do campeonato. À mesma hora, o Mafra recebia o Famalicão, que partilhava os mesmos 12 pontos dos castores. Volvidos 90 minutos, o topo da tabela estava assegurado: a turma de Vítor Oliveira venceu por 1-0, enquanto que os famalicenses empataram a uma bola.

Nota ainda para o Estoril (quarto classificado), que regressou às vitórias em grande estilo, tendo goleado a Académica em Coimbra por uns contundentes 7-2.

Na zona de descida, também se registaram alterações em relação à ronda anterior. Aqui, o principal motivo de interesse era o encontro entre FC Porto B e Arouca. A jogar fora de portas, os comandados do novo timoneiro Quim Machado tinham sobre si a pressão adjacente ao último posto que então ocupavam. Porém, um golo solitário de Malele catapultou os arouquenses para o 13º posto e atirou os dragões para o fundo da tabela.

Os outros ocupantes dos lugares de descida são UD Oliveirense e Sp. Covilhã, que empataram com Leixões e Penafiel, respetivamente. Para a formação de Oliveira de Azeméis, esta foi a quinta partida em que dividiram pontos, tendo ainda uma derrota e zero vitórias no cartório.

Resultados

Cova da Piedade 0 – 0 Benfica B

Mafra 1 – 1 Famalicão

(Guilherme Ferreira, 61′; Feliz Vaz, 17′)

Paços de Ferreira 1 -0 Farense

(Wagner, 23′)

Sp. Covilhã 0 – 0 Penafiel

Académica 2 – 7 Estoril

(Hugo Almeida, 12′ e 53′; Pedro Queirós, 8′, Aylton Boa Morte, 19′, Roberto, 24′, João Vigário, 45′ e 61’e Renat Dadashov, 71′ e 90+1′)

FC Porto B 0 – 1 Arouca

(Malele, 16′)

Leixões 1 – 1 UD Oliveirense

(Roniel, 72′; Ença Fati, 35′)

Varzim 1 – 2 V. Guimarães B

(Jonathan Toro, 83′; Bence Biró, 66′ e Nuninho, 88′)

Sp. Braga B 2 – 0 Ac. Viseu

(Tiago Dias, 44′ e 46′)

Tiago Dias joga no Sp. Braga B por empréstimo do AC Milão
Emprestado pelo AC Milão ao Sp. Braga, Tiago Dias foi autor de um bis frente ao Ac. Viseu

Destaques da Jornada

Melhor Equipa – Arouca: A formação do distrito de Viseu entrou no Municipal Dr. Jorge Sampaio com a corda na garganta, uma vez que era última classificada e vinha de uma série de quatro derrotas consecutivas. Na estreia do técnico Quim Machado no campeonato (já tinha ganho 1-0 ao Taipas para a Taça de Portugal), os arouquenses sacudiram a pressão e, graças ao golo de Malele, saíram da zona de descida e entregaram a “lanterna vermelha” ao FC Porto B. Estará na calha uma recuperação triunfal do candidato à promoção?

Equipa Desilusão – Académica: O passado domingo foi o espelho perfeito dos tempos conturbados que se têm vivido na Briosa ultimamente. Sem treinador principal há uma semana, os estudantes mostraram ter a lição muito mal estudada na receção ao Estoril. Foram quatro os golos sofridos na primeira parte do encontro e mais três na segunda, perfazendo um número sete que, de mágico, tem muito pouco. Pelo meio, Hugo Almeida reduziu por duas vezes, esforço insuficiente para apagar da derrota os contornos de humilhação.

Onze da Jornada:

Ricardo Ribeiro (Paços de Ferreira); João Vigário (Estoril), Bura (Leixões), João Paulo (Penafiel) e Pedro Queirós (Estoril); Tiago Dias (Sp. Braga B), Marcos Bahia (Estoril), Jonathan Toro (Varzim) e Luther Singh (Sp. Braga B); Hugo Almeida (Académica) e Ença Fati (UD Oliveirense).

Melhor Jogador – João Vigário (Estoril): De entre a vitória esmagadora do Estoril frente à Académica, o nome do lateral foi o que mais se destacou. O ex-V. Guimarães esteve endiabrado pelo flanco esquerdo, tendo bisado na partida e ainda enviado uma bola ao poste no lance do golo de Pedro Queirós, que marcou na recarga. Aos 22 anos, João Vigário está a ter um arranque de época muito consistente ao serviço dos canarinhos.

Jogador Desilusão – Keaton Parks (Benfica B): O norte-americano é visto como um dos bons jovens valores da cantera do Benfica, tendo inclusive feito a estreia pela equipa principal na época passada pela mão de Rui Vitória . Contudo, o médio realizou uma partida algo apática no nulo frente ao Cova da Piedade, não arriscando no passe e mostrando-se pouco agressivo nos duelos a meio-campo. Por isso, não foi de espantar que Bruno Lage o tenha deixado no balneário após o intervalo.

Jogador Revelação – Tiago Dias (Sp. Braga B): O jovem teve uma tarde de domingo abençoada – entrou aos 23′ para o lugar do lesionado Francisco Trincão e assinou os dois golos com que o Sp. Braga B derrotou o Ac. Viseu, permitindo assim aos gverreiros fugir aos lugares de despromoção. Com passagens por Benfica e Sporting nos escalões jovens, o extremo emprestado pelo AC Milão tem sido um autêntico talismã para os arsenalistas, tendo também sido o principal obreiro do importante triunfo em Arouca na ronda anterior.

Comentários