A derrota tem sido uma constante para o FC Porto B em 2018/19
Fonte: Maisfutebol - IOL

A bola voltou a rolar para a Ledman LigaPro cerca de 20 dias depois, período no qual se realizaram partidas entre seleções e a terceira eliminatória da Taça de Portugal. No passado dia 21, contudo, cumpriu-se o embate entre FC Porto B e Varzim a contar para a 14ª jornada do campeonato, já que os poveiros já haviam sido eliminados pelo Sacavenense na segunda eliminatória da Taça. Os dois clubes nortenhos têm, assim, mais um desafio disputado que as restantes formações da Segunda Liga. No entanto, nem com esse “bónus” de dois jogos os Dragões conseguiram escapar ao fundo da tabela, tendo saído derrotados em ambas as deslocações – 2-1 na Póvoa de Varzim e 4-2 em Famalicão.

 

Graças a esse triunfo sobre o FC Porto B, os famalicenses mantêm-se no terceiro posto, a dois pontos da liderança. Em segundo lugar continua o Benfica B, que, com uma vitória sobre o Sp. Covilhã (antepenúltimo classificado), continua a apenas um ponto do líder Paços de Ferreira. Os Castores tiveram vida difícil na cidade-berço, tendo assegurado o triunfo pela margem mínima frente ao V. Guimarães B já no período de descontos.

 

Com um empate nos respetivos encontros, Estoril e Mafra atrasaram-se na luta pelos lugares de promoção à Primeira Liga e vêem assim o Penafiel aproximar-se. No jogo que selou a sétima jornada, os penafidelenses receberam e venceram a Académica por 2-1, conferindo assim uma estreia amarga a João Alves no comando técnico dos Estudantes.

RESULTADOS

Estoril 2 – 2 Varzim

(Stanley, 38′ p.b., e João Gomes, 90+5′; Jonathan Toro, 23′, e João Gomes, 57′ p.b.)

 

Famalicão 4 -2 FC Porto B

(Rui Pires, 56′ p.b., Anderson Oliveira, 60′, Hugo Gomes, 62′ e Walterson Silva, 81′; Madi Queta, 24′, e Diogo Leite, 36′)

 

Ac. Viseu 0 – 0 Leixões

 

Farense 1 – 0 Cova da Piedade

(Christian Irobiso, 76′)

 

Benfica B 3 – 2 Sp. Covilhã

(Daniel dos Anjos, 8′, Benny, 16′, e Florentino, 48′; Adriano Castanheira, 41′, e Deivison, 90+5′)

 

UD Oliveirense 2 – 0 Sp. Braga B

(Ença Fati, 6′ e 58′)

 

Arouca 2 – 2 Mafra

(Adílio Santos, 9′, e Victor Massaia, 27′; Bruninho, 52′, e Flávio Silva, 79′)

 

  1. Guimarães B 0 – 1 Paços de Ferreira

(Douglas Tanque, 90+1′)

 

Penafiel 2 -1 Académica

(Yuri Matias, 12 p.b., e Ludovic, 65′; Brendon Lucas, 45+1′)

Ludovic cumpre a segunda época ao serviço do Penafiel
Ao marcar frente à Académica, Ludovic fez o segundo golo na temporada

Destaques da Jornada

Melhor Equipa – Mafra: A equipa orientada por Filipe Martins demorou a adaptar-se aos ares frios de Arouca, tendo sofrido dois golos numa primeira parte algo apática. Porém, regressou do balneário após o intervalo decidida a mudar o rumo da partida e fê-lo, conseguindo obter o empate em casa de um candidato assumido à subida de divisão. E importa não esquecer que o Mafra, atual quinto classificado, disputava o Campeonato de Portugal na época transacta, pelo que a campanha efetuada até agora na Segunda Liga tem sido de louvar.

 

Equipa Desilusão – FC Porto: Graças ao jogo adiantado da 14ª jornada, os jovens Dragões tinham a oportunidade perfeita para, em duas partidas, encetar como que um novo começo e, em caso de um duplo triunfo, alcançar inclusive o meio da tabela. Contudo, essa perspetiva caiu por terra, tendo os pupilos de Rui Barros saído derrotados de ambas as contendas. Posto isso,  continuam em último lugar, mas agora com um jogo a mais que todos os adversários – à exceção do Varzim.

 

Onze da Jornada: Jonas Mendes (Ac. Viseu); Kiko (Arouca), Victor Massaia (Arouca), Hugo Gomes (Famalicão) e Rúben Freitas (Mafra); Bruninho (Mafra), Florentino (Benfica B), Benny (Benfica B) e Ludovic (Penafiel); Ença Fati (UD Oliveirense) e Douglas Tanque (Paços de Ferreira).

 

Melhor Jogador – Ença Fati (UD Oliveirense): O “bis” que desferiu ao Sp. Braga B no passado fim de semana teve um triplo significado. Primeiro, cola-o ao topo da tabela de goleadores do campeonato, com cinco golos – os mesmos que Walterson (Famalicão), Roberto (Estoril) e N’Sor (Ac. Viseu). Depois, ultrapassa a sua melhor marca pessoal até à data – a anterior tinha sido em 2014/15, no Real Massamá, onde marcou por três vezes. Por fim, deu à UD Oliveirense, a rainha dos empates da Segunda Liga (5), a sua primeira vitória na prova em 2018/19.

 

Jogador Desilusão – Stanley (Varzim): Empatar em casa de um dos principais candidatos ao título não pode ser visto como um mau resultado, ainda para mais tendo em conta que o Estoril só igualou já no final do tempo de compensação. No entanto, o Varzim poderia ter-se batido com outros argumentos não fosse a péssima exibição de Stanley. O avançado nigeriano – que até leva quatro golos marcados na temporada – traiu o seu próprio guarda-redes com um autogolo aos 38′, e, já perto do minuto 90, foi expulso por acumulação de amarelos.

 

Jogador Revelação – Benny (Benfica B): Com um golo e uma assistência, o médio-ofensivo foi a principal figura da vitória encarnada frente ao Sp. Covilhã. Aos 16′, colocou a bola no fundo das redes após cruzamento rasteiro de Alex Pinto. No segundo tempo, bateu o canto que Florentino converteria em golo. Aos 21 anos, Benny rubricou, assim, a melhor exibição pelo Benfica B até ao momento, ele que se transferiu do Belenenses no último defeso.

Comentários
Artigo anteriorO Registo Perfeito de um Perfeito Desconhecido
Próximo artigoQUANDO O BARATO SAI CARO
José Rocha
Nasci na ilha Terceira, Açores, em 1993. Assim que atingi idade para tal, inscrevi-me nas escolinhas de um dos clubes locais, o Angrense. A habilidade para praticar futebol, contudo, não era proporcional à paixão que tinha pelo desporto-rei, pelo que não fui longe enquanto jogador. Posto isto, troquei as chuteiras pela caneta e continuei a procurar saber cada vez mais acerca desta modalidade, que tantos sentimentos desperta por esse mundo fora. Licenciado em Ciências da Comunicação na Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro, passei pelo jornal O Jogo, onde pude continuar a desenvolver as minhas capacidades como jornalista desportivo. Neste espaço, onde os universos do futebol e da escrita se fundem, pretendo abordar temas da atualidade desportiva, bem como "desenterrar" antigas memórias e partilhá-las convosco.