Bruno de Carvalho enfrenta tempos de crise no Sporting
Fonte: Maisfutebol.iol.pt

Apesar de estarmos em ano de Mundial, desde maio último que o tema quente do futebol tem sido a surreal crise na qual o Sporting se vem afundando cada vez mais. O epicentro deste terramoto, cujas réplicas ainda se fazem (e continuarão a fazer) sentir nos alicerces do clube leonino, teve origem a 15 de maio. Movidos por um injustificável ódio após a equipa ter falhado o 2º lugar do campeonato e consequente acesso à Liga dos Campeões, um grupo de fanáticos invadiu o centro de treinos de Alcochete e agrediu verbal e fisicamente jogadores e equipa técnica.

Este episódio, para além de ter colocado o país em sobressalto, semeou medo e instabilidade nos membros do plantel, o que muito influenciou a derrota da equipa na final da Taça de Portugal, frente ao Desportivo das Aves. Desde então, a um ritmo quase tão alucinante como os posts de Bruno de Carvalho nas redes sociais, as machadadas no casco do navio leonino têm-se sucedido interminavelmente. Com o clube a meter água incessantemente, torna-se tão assustador quanto imprevisível projetar as consequências finais deste naufrágio.

Jorge Jesus foi a primeira cabeça a rolar, tendo terminado o vínculo ao clube e rumado prontamente ao emblema saudita Al-Hilal. Ao técnico, seguiram-se vários membros do plantel, sendo já nove os jogadores a terem rescindido até à data, numa sangria que pode não se ficar por aqui. Certo é que, por agora, segundo o sítio especializado Transfermarkt, o prejuízo destas saídas cifra-se num total de 148,5 milhões de euros, valor completamente avassalador para a realidade do futebol português e que confere uma visão assombrosa sobre o futuro do Sporting.

Quem são esses nove jogadores? Analisemos cada caso detalhadamente.

Rui Patrício (16 milhões de EUR): o capitão foi o primeiro a rescindir, terminando uma ligação de 20 anos ao emblema leonino. Vaiado após a derrota com o Marítimo na última jornada do campeonato, o n.º 1 da seleção nacional chegou a ser negociado com Nápoles e Wolverhampton. Contudo, exigências de última hora de Bruno de Carvalho terão deitado por terra o acordo com os ingleses, o que levou o guardião a avançar para a rescisão unilateral do contrato. Livre para assinar por outro clube, aceitou o desafio de Nuno Espírito Santo para participar no regresso dos “lobos” à Premier League.

Rui Patrício em lágrimas após a derrota na final da Taça de Portugal
Fonte: SIC Notícias

Daniel Podence (4,5 milhões de EUR): Com a difícil restruturação do plantel que o Sporting tem pela frente para a temporada que se avizinha, o pequeno atacante poderia vir a ter mais oportunidades de se afirmar no onze-base leonino, mas optou por não continuar. Aos 22 anos e margem para evoluir, não faltam interessados no concurso do avançado luso, vencedor da Taça da Liga em duas edições consecutivas (2016/17 pelo Moreirense e esta época pelo Sporting). Sempre rápido e imprevisível com a bola colada ao pé, tem sido apontado ao Sp. Braga e a emblemas do campeonato alemão.

William Carvalho (25 milhões de EUR): Desde que se afirmou no onze do Sporting em 2013/14, vinha a ser, a cada reabertura do mercado de transferências, dos nomes mais falados para realizar um grande encaixe para os cofres do Sporting. Devido à mais que expectável titularidade com a camisola das Quinas no Mundial da Rússia, era provável que essa venda acontecesse este verão. Agora, com o passe na mão, o Mónaco de Leonardo Jardim e o Everton de Marco Silva figuram entre os destinos mais prováveis para William, ele que já trabalhou com os dois técnicos lusos aquando das suas passagens pelo clube leonino.

Gelson Martins (35 milhões de EUR): em 2016/17, teve a difícil missão de substituir João Mário no onze verde e branco e fê-lo com sucesso, apesar de ser um jogador com caraterísticas diferentes das do irmão de Wilson Eduardo. Gelson junta técnica apurada a uma velocidade desconcertante, atributos que, num dia bom, o permitem “partir os rins” a qualquer defesa (o madrilista Marcelo que o diga!). Devido ao talento e à margem de progressão, era o elemento mais valioso do plantel, o que o torna um dos alvos mais apetecíveis deste mercado do futebol europeu.

Bruno Fernandes (30 milhões de EUR): Completa, juntamente com Patrício, William e Gelson, o lote de quatro ex-leões “desempregados” que se encontram, neste momento, ao serviço da Seleção Nacional no Mundial da Rússia. Os 16 golos e 20 assistências rotulam-no como um dos jogadores mais preponderantes do Sporting na última temporada, isto logo em ano de estreia. Por isso mesmo, a saída a “custo zero” representa um golpe gigantesco nas finanças do clube, que perde também aquela que era a nova “coqueluche” dos adeptos. Com o Campeonato do Mundo como montra, é alvo de cobiça dos “tubarões” das principais ligas europeias, mas Benfica e FC Porto também lhe têm piscado o olho…

Bas Dost (22 milhões de EUR): 70 golos em 90 jogos de leão ao peito. É este o cartão-de-visita da passagem do ponta-de-lança holandês por Portugal, o que demonstra bem a influência que detinha na equipa. Foi um dos principais visados das agressões em Alcochete, tendo sido tornado públicas fotografias do avançado com vários ferimentos na cabeça. Por isso mesmo, como se pôde comprovar na final da Taça, não tinha condições psicológicas para continuar no Sporting e vai, agora, prosseguir carreira noutro clube.

Bas Dost a treinar de cabeça ligada após as agressões em Alcochete
Fonte: Miguel A. Lopes/Lusa

Rúben Ribeiro (2 milhões de EUR): O menos valioso dos nove que rescindiram chegou a Alvalade no mercado de transferências de janeiro passado. Na altura, estreou-se a titular e logo com uma assistência, o que levou prontamente Bruno de Carvalho a apontar o dedo aos que criticaram a contratação do médio português. No decorrer da época, foi perdendo preponderância no “xadrez” de Jesus era já apontado à saída neste defeso. Com as dificuldades em construir um plantel para 2018/19, poderia ter uma derradeira chance de vingar num “grande” em Portugal, mas decidiu rumar a outras paragens.

Rodrigo Battaglia (8 milhões de EUR): A “6” ou a “8” ou até mesmo a lateral-direito, o combativo argentino teve sempre plena confiança de Jorge Jesus, tendo terminado a época com 53 jogos e três golos. Na segunda metade do campeonato, aproveitou os problemas físicos de William Carvalho para ganhar ainda mais influência no onze, o que levou o selecionador da Argentina, Sampaoli, a incluí-lo na lista de pré-convocados para o Mundial da Rússia. Por tudo isto, é evidente que Battaglia saiu valorizado desta passagem pelo Sporting, pelo que não terá dificuldade em encontrar um novo clube.

Rafael Leão (6 milhões de EUR): Com ele, subiu para cinco o número de atletas formados no clube a rescindir – Patrício, Podence, William e Gelson foram os outros. Os adeptos do Sporting depositavam grandes esperanças no avançado de 19 anos para a próxima época, ele que marcou ao FC Porto em pleno Estádio do Dragão no clássico jogado em março. Despojados precocemente da sua joia da coroa, Rafael Leão tem causado ainda mais intempérie nas hostes sportinguistas devido aos rumores que dão conta de que o jovem estará em vias de assinar pelo eterno rival Benfica.

 

Comentários
Artigo anteriorE agora, Cristiano?
Próximo artigoCD Mafra aposta em época tranquila no regresso à II Liga
José Rocha
Nasci na ilha Terceira, Açores, em 1993. Assim que atingi idade para tal, inscrevi-me nas escolinhas de um dos clubes locais, o Angrense. A habilidade para praticar futebol, contudo, não era proporcional à paixão que tinha pelo desporto-rei, pelo que não fui longe enquanto jogador. Posto isto, troquei as chuteiras pela caneta e continuei a procurar saber cada vez mais acerca desta modalidade, que tantos sentimentos desperta por esse mundo fora. Licenciado em Ciências da Comunicação na Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro, passei pelo jornal O Jogo, onde pude continuar a desenvolver as minhas capacidades como jornalista desportivo. Neste espaço, onde os universos do futebol e da escrita se fundem, pretendo abordar temas da atualidade desportiva, bem como "desenterrar" antigas memórias e partilhá-las convosco.